R. Irmã Benwarda, nº 53, Centro, Florianópolis/SC contato@prevencordis.com.br (48) 3037-3900 Trabalhe Conosco

5 Dicas para Prevenção das Doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2015, mais de 17 milhões de pessoas morreram decorrente dessas doenças. Esse número representa 30% de todas as mortes em nível global.

Os dados são alarmantes e merecem atenção especial. Principalmente, porque a maioria das doenças cardiovasculares podem ser prevenidas. Além disso, algumas enfermidades podem ser evitadas seguindo certas orientações. É o caso do tabagismo, por exemplo. De acordo com pesquisa divulgada pela Universidade Federal de São Paulo, o tabaco é a principal causa de mortes evitáveis em todo o mundo.

Com base nessas informações, elencamos 5 dicas para prevenir as doenças cardiovasculares e ter uma vida saudável:

1. Não fume

Além de prejudicar o pulmão, o tabagismo também traz danos a outros órgãos. A fumaça inalada prejudica a parede dos vasos sanguíneos, favorecendo o acúmulo de gordura. O bloqueio das artérias causa doenças graves como infarto do miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC).  

O tabagismo também influencia no mecanismo de contração e relaxamento, prejudicando assim, a circulação do sangue. Além disso, as mulheres que fumam e usam pílula anticoncepcional estão mais suscetíveis a problemas cardiovasculares, como trombose e AVC. 

Outros prejuízos causados pelo tabagismo:

 

  • Elevação da pressão arterial e aumento da frequência cardíaca, que também são fatores de risco para doenças cardiovasculares;
  • Indução à resistência à insulina e diabetes;
  • Elevação do risco de trombose;
  • Redução da quantidade de oxigênio transportada pelo sangue.

 

Os fumantes passivos, aqueles que não fumam, mas respiram a fumaça do tabaco, também correm risco. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), eles têm uma probabilidade aumentada em 25 a 30% de desenvolver doenças do coração. 

A boa notícia é que parando de fumar o risco de morte por infarto do miocárdio cai pela metade após um ano. Repense seus hábitos e dê uma chance à vida!! 

2. Reduza a ingestão de alimentos gordurosos e ricos em sódio

Com a correria do dia a dia, comer algum alimento pronto pode facilitar bastante. No entanto, as refeições industrializadas escondem um perigo iminente. Elas são ricas em gorduras e sódio, que são prejudiciais à saúde do coração. 

Os alimentos gordurosos contribuem para o aumento de placas nas paredes das artérias, que impedem o fluxo sanguíneo. Esse bloqueio pode acarretar problemas como infarto e AVC. 

O consumo excessivo de sal também traz sérios danos ao coração, como o aumento da pressão arterial, por exemplo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo de sal não ultrapasse 5 gramas por dia. No entanto, de acordo com o IBGE, os brasileiros consomem 12 gramas por dia, mais do que o dobro do recomendado. 

Seguir uma dieta saudável, rica em frutas, verduras, cereais e carnes magras é capaz de auxiliar na prevenção das doenças cardiovasculares. Além disso, auxiliam no controle do peso e na prevenção da obesidade, que também é um fator de risco para doenças do coração. Investir em uma alimentação saudável pode trazer grandes benefícios para a sua saúde como um todo. 

3. Pratique atividades físicas e controle o peso

A prática de atividades físicas regulares é importante para a manutenção da saúde e do bem-estar. Além disso, é uma ótima maneira de controlar o peso. 

A obesidade é um dos fatores de risco para diversos tipos de doenças, entre elas, as cardiovasculares, hipertensão, diabetes e câncer. Estima-se que 17,9% dos adultos brasileiros são obesos. Quando somados às pessoas com sobrepeso, esse número sobre para 58 milhões de pessoas. 

O Ministério da Saúde elenca outros benefícios da prática regular de atividades físicas:

 

  • Aumento da expectativa de vida;
  • Melhora do condicionamento muscular e cardiorrespiratório;
  • Fortalecimento dos ossos e músculos;
  • Manutenção da autonomia nas atividades diárias e prevenção do risco de quedas para pessoas de terceira idade.
  • Redução do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, fibromialgia, alguns cânceres, entre outras doenças;
  • Controle da pressão arterial e dos níveis de açúcar no sangue;
  • Melhora da saúde mental e do humor;
  • Redução do estresse;
  • Melhora em quadros de depressão;
  • Aumento da autoestima e da sensação de bem-estar;
  • Melhora da qualidade do sono.

4. Controle sua pressão arterial

A hipertensão pode ser uma doença silenciosa. A maioria das pessoas não apresenta os sintomas. No entanto, quando os níveis de pressão persistem acima de 140 mm por 90 mmHg ou 14 por 9 cmHg, é preciso acompanhar com o cardiologista. A hipertensão pode trazer consequências graves à saúde, como infarto, AVC e insuficiência renal. 

Adotar hábitos saudáveis é maneira mais eficaz de combater a hipertensão e as doenças do coração. Incluir frutas, verduras, cereais e carnes magras na dieta é fundamental para manter uma vida saudável. Controlar o consumo de sal também é crucial para evitar o aumento da pressão. Além disso, praticar atividades físicas regulares auxilia no controle da pressão arterial.

Fazer a aferição da pressão com frequência também é importante, uma vez que a doença pode ser silenciosa. Essa é única maneira de saber se a pressão está alterada. Pessoas com histórico familiar de hipertensão deve ter uma atenção redobrada.

5. Evite o consumo de bebida alcoólica

O consumo excessivo de álcool pode trazer diversos danos a saúde física e mental, além de problemas sociais. A bebida alcoólica é tóxica ao organismo. Assim, quando usada em excesso, pode causar diversos tipos de câncer, problemas hepáticos, além de aumentar o risco de infarto e de Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 5% das doenças mundiais são causadas pelo álcool. Em 2018, 19% das mortes por doenças cardiovasculares foram decorrentes do consumo de bebidas alcoólicas.   

A OMS afirma que não existe um volume seguro de consumo de álcool. No entanto, a organização orienta que, caso opte-se pelo consumo, que ele seja limitado, uma vez que o álcool causa dependência e traz diversos danos à saúde.  

As doenças cardiovasculares acometem um grande número de pessoas em todo o mundo. No entanto, como vimos, a maioria delas pode ser prevenida. Repense seus hábitos e faça as mudanças necessárias para melhorar a sua qualidade de vida e se manter longe de doenças. O acompanhamento com o cardiologista também é importante. O médico pode lhe auxiliar tanto na orientação para a prevenção das doenças do coração quanto para o diagnóstico e tratamento, quando for o caso. Conte com a Prevencordis no cuidado com o seu coração!